Translate

domingo, 28 de dezembro de 2008

Adeus, ano-velho.

Finalmente eu começei minha contagem regressiva para o fim do ano. Isso é bem clichê, mas enfim...
Eu nunca vivi tantas experiências novas em sequência quanto neste ano. Pela primeira vez na vida eu fiquei realmente distante dos meus amigos,fui atirada aos leões e precisei de meses para criar vínculos novamente na escola... Ao passo que no técnico me enturmei com uma facilidade que me era desconhecida. E para coroar todos esses acontecimentos acadêmicos, fui razoavelmente bem na prova de uma universidade federal. 2008 foi um ano quase feliz, que começou lento e cheio de expectativas , que também começou com este blog, que está prestes a completar um ano de vida.
Pela primeira vez eu quase reconheço pura e claramente os meus sentimentos, finalmente eu enxergo com alguma clareza o que sinto em relação a coisas e pessoas.
As mudanças que eu sofri este ano espero que tenham me melhorado. Que este rascunho de gente que eu sou, com falhas, borrados e consertos, quando for passado a limpo, possa ser um rascunho da perfeição. O isolamento que tantas vezes eu conheci durante esse ano, me presenteou com um auto-conhecimento tão minucioso que eu quase posso afirmar quem eu SOU.
Neste último post do ano, eu espero que você, antes da meia-noite do dia 31 realmente possa entender a magnitude que foi viver 1 ano inteiro.... Pessoas se foram pelo caminho, e a princípio, Nós temos mais uma chance de continuar a nossa história, de melhorar... Mais uma oportunidade de fazermos tudo do modo correto antes da próxima encarnação. É por isso, que eu desejo a você, quem quer que seja, saúde, sabedoria e determinação , por que tendo isso, o resto somos capazes de conseguir.

Depois de 2009, estarei na vida adulta!




Então,
Hasta la vista 2008, Bienvenido2009

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Então é Natal.


Finalmente, o fim do ano.

Pessoas correndo, estressadas... Por causa do Natal.
Não é uma blasfêmia nem nada, mas não gosto do Natal, é como se as pessoas usassem o Natal como desculpa para serem gentis, como forma de apagarem os erros cometidos durante o ano, como se a família precisasse de razões para estar unidas....
No fundo, acho que o Natal é uma das grandes hipocrisias do ser humano, então, como eu sou humana,



Feliz Natal!


P.S.: Mas o natal ainda não me anima...

sábado, 20 de dezembro de 2008

Fé(de novo)

"Eu não poderia acreditar em um Deus que não soubesse dançar"-Friedrich Nietchzse




Bom , não é por nada não , mas eu acho que o Nietchzse "se amarrava" em uma curimba. Ok, Ok. Chega de frases mal escritas. A cada toque que assisto me vejo cada vez mais apaixonada pelo Candomblé.




Pode ser um "auto - condicionamento", talvez porque sempre convivi com pessoas desse meio, mas não sei. O candomblé é hoje a única coisa que eu não contesto nesse mundo, e não me pergunte o porque meu instinto questionador não é tão afiado quando se trata disso.

O fato é: abraçar um Orixá traz para mim uma sensação de paz sem igual, um amor tão puro, que me faz tremer e comemorar, pois é algo que eu não lutei para ter e por isso, me acalma, me faz sentir protegida e mais forte.
Eu me conheço o suficiente para saber que o que eu sinto em relação a essa religião não é algo que vai durar meses.
Eu procurei tanto por esse nível de empatia, que agora eu me pergunto se a resposta não estava bem na minha frente o tempo inteiro. Independente disso, já ocorreu uma mudança em mim, eu tenho sido mais humilde e tento com esforço ser mais gentil.
Não que essas mudanças ocorram por causa da religião exclusivamente, mas porque tenho visto coisas que antes sequer sabia que existiam.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Efêmero

Eu estou saturada.Não há mais nada que eu agüente, não há respiração que eu tolere.Eu só quero me sentir realmente ssozinha- é melhor que entrar em contato com pessoas vazias. Eu quero escutar a minha respiração hesitante e contar o tempo que ela vai levar para sumir.
A felicidade é tão absurdamente efêmera que a desilusão torna-se cada vez mais rotineira. A dor faz metástase e , do nada, sorrir passa a ser apenas uma contração de músculos.
Estou vazia, completa e totalmente vazia. Tudo o que eu quero é tranqüilidade, pelo menos por uma vez na vida não quero me encontrar perdida.
Que se acabe oficialmente o prazo de validade, por que minha vida está vazia.



"
And I look deep inside of me
There's a place but it's not plain to see
where I belong where no one else can be

And I'm searching for myself again
And here I'm all alone and when
I close my eyes and no on else can see
"- I walk alone - KISS

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Mãe( eu espero que a sua seja diferente da minha)


Com 16 anos de idade eu levei um sermão por chegar ás nove da noite em casa. Não sei você ,mas eu, acho isso no mínimo estranho.

Minha cidade não é tão violenta quanto poderia ser,além disso, sou responsável e cumpro minhas obrigações. A vida inteira fui a menina bem comportada e com boas notas, citada todo o tempo como exemplo. No entanto, minha doce mamãe me "superprotege" ou pelo menos eu costumava achar que era isso.

Agora, começo a achar que deveria ter dado mais trabalho assim, hoje , minha mãe não tentaria criar situações para usar a autoridade que ela tem e não precisa usar.No fundo, eu tenho que entender, ela precisa de pauta pra conversar com as amiga-ter uma filha certinha que faz besteiras que ela não descobre é realmente muito sem graça. Ela precisa de conflitos constantes,claro,o analista tem família.

Mães são o médico e o monstro.

domingo, 30 de novembro de 2008

Fantasmas exorcizados





Vultos estranhos passam pela parede do meu quarto
Enquanto uma voz sussurra ao pé do meu ouvido
Vislumbres ocupam meus olhos
São os fantasmas da minha culpa
Que tomam conta da minha vida
Se eles forem os fantasmas, eu sou a exorcista.


Não me amedrontarei, com lembranças estúpidas.
Porque as vivi da maneira que quis
Se eu errei, foi de cabeça erguida.
Não tente tomar conta da minha vida

A vergonha se foi , minha raiva ficou
E se transformou em um ódio possuidor



Não se faça de menino tímido, não me faça de tola.
Isso, vai , fale com ela, que é a
Menina sensível que você sempre quis
Mas não seja intransigente
Porque minha paciência é pouca
Esqueça que eu existo
Porque se você for um fantasma
Eu sou a exorcista

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Meu dilema


Consicência: - Isso é tolice , não vai funcionar . Desista !
Coração : - Mas ele parece ser diferente , tão sereno.
Consciência: - Isso é fruto da sua fértil imaginação. Você sabe que não o ama , aliás , você sequer saba o que é o amor .
Coração: Eu preciso amar para trocar uns beijos ?
Consciência : Não , mas que certeza você tem de que ele vai querer te beijar , pior : você é incapaz de desvincular ações de sentimentos.
Coração : Claro que posso , sou tão incerto sobre sobre sentimentos.
Consciência: Se tolice fosse dinheiro , você estaria rico. A incerteza é um sentimento. Desista agora antes que você meta os pés pelas mãos como você sempre faz.
Coração: Mas eu...
Consciência : Você é um zero a esquerda , indigno de atenção , porque alguém amaria você ? Desinteressante e vulgar ? Ah , e deixe as lágrimas para os olhos .


Sendo assim , a consciência apunhalou o coração.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008





Não fui, na infância, como os outros
e nunca vi como outros viam.
Minhas paixões eu não podia
tirar de fonte igual à deles;
e era outra a origem da tristeza,
e era outro o canto, que acordava
o coração para a alegria.
Tudo o que amei, amei sozinho.
Assim, na minha infância, na alba
da tormentosa vida, ergueu-se,
no bem, no mal, de cada abismo,
a encadear-me, o meu mistério.
Veio dos rios, veio da fonte,
da rubra escarpa da montanha,
do sol, que todo me envolvia
em outonais clarões dourados;
e dos relâmpagos vermelhos
que o céu inteiro incendiavam;
e do trovão, da tempestade,
daquela nuvem que se alterava,
só, no amplo azul do céu puríssimo,
como um demônio, ante meus olhos.


Allan Poe

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

What I get when I let my heart wins.



JustificarA certeza e a contradição caminhando juntas,
A força de vontade e o desânimo em um só.
O brilho e o opaco unidos quase tendo por certeza o equilíbrio.
A deficiência encontrada na perfeição
O tédio de uma preleção entrando à força nos ouvidos
A inteligência nascida da ignorância.
O controle que extravasa quando são exorcisados
Os demônios , os fantasmas interiores.
Que fazem questão de me assombrar quando durmo
E que me ferem quando estou acordada.
No fim , acho que a esperança faz o mesmo que o peixe , nada.





P.s.:Mal escrito e desconexo , não faz sentido.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

"Fear of the dark , fear of the dark , I have a phobia there's something always there"


Quando eu saio de casa às 5:45 am , sempre bate uma angústia desconhecida. A lua ainda está no céu e faz um frio siberal.

Uma sinfonia barulhenta e incômoda de grilos rege o meu caminhar , enquanto os pássaros acordam e começam a piar.

Mas eu não sei o que é meu desespero , minha angústia. Não sei se é um medo desesperador de dar de cara com uma boiada , ter que enfrentar um cavalo enfezado logo ou tropeçar em uma cobra. Mas essas cobras são a minha menor preocupação. Lido com elas todos os dias , quando subo no ônibus , na escola e, principalmente na rua .

Elas estão à espreita , prontas para me levar ao desespero, à loucura. A inteñção delas é me deixar completamente embevecida e cega em minha fé.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

All the small things


hahahaha , não sei como me sentir.


Não sei se me agarro ao topor da leve despreocupação e desleixo , ou se continuo preocupada , inflexível....


Não sei escrever , me expresso mal e sou incapaz de entender.


Não entendo ao mundo do jeito que queriam que eu entendesse , não entendo o mundo do jeito que EU queria entender , cheia de pensamentos fodas e revolucionários....



È , eu não nasci a Olga.



E por mais que queira amar as coisas simples da vida , elas perdem completamente o sentido , por que no fundo , me perdi no labirinto que meus sentimentos primitivos montaram.








Texto mal escrito, fazer oque?

All the small things



sábado, 9 de agosto de 2008

All that I'm living for- Vida louca vida , vida breve


"Amamos a vida não porque estamos acostumados a viver , mas porque estamos acostumados a amar"- Assim Falou Zaratustra- Friedrich Nietzsche



È tão estranho estar respirando sem saber o que esperar dos próximos 30 segundos. Ok, existem os planos , mas eles nem de longe retratam o que vai acontecer.

Existem idéias e utopias , momentos sonhados que eu desejaria de todo o coração que fossem reais. Beijos que não foram dados , palavras que não foram ditas e carinhos que não foram trocados , ficando tudo na imaginação. E se tivesse sido tudo diferente ? E se eu , do alto da minha prepotência tivesse ouvido mais e falado menos ? Queria usar mais a emoção e deixar a razão escondida em algum canto obscuro da minha gaveta.

Como eu queria entender essa vida imensa , me irritar menos , ser mais serena e tranquila. Eu tento , mas não consigo; na escola me ensinam de tudo , até as coisas mais bizarras e inúteis , mas parece que se esqueceram de me ensinar o básico: como viver.







P.s: os selos do último post foram indicados a mim pela Lara , e eu indico para Isa , Black e Júuh

sexta-feira, 8 de agosto de 2008




Então , aqui estão alguns selinhos que eu ganhei

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Meme: meme das 3 coisas
Indicado por: Lara - http://diariodelara.zip.net/
Três coisas que me assustam:
01:ignorância
02: O Zeca pimenteira ( sim , eu vejo isso)
03: Barulho alto
Três coisas que eu estou sentindo agora:
01: A cabeça vazia...
02: Sono...
03: Vontade de entrar no orkut
Três coisas que tenho ouvido no meu telefone:
01: Alô?!
02: Oi, Báh , tudo bem com você?
03: Beijo, tchau!
Três coisas que eu odeio:
01: As putas da escola
02: Gente atrás de mim no pc!
03: Criança mimada
Três coisas que eu não entendo:
01: Por que tem gente que gosta de funk
02: Por que alguém nunca ouviu falar em Franz Kafka
3: Por que muita gente ainda não ouviu The Beatles
Três nomes:
01: Ana
02: Sophia
03: Vicente
Três coisas em cima da minha mesa:
01: Livros
02:Mp4
03: Computador
Três coisas que eu estou fazendo agora:
01: Respirando
02: Digitando
03:piscando
Três coisas que eu quero fazer antes de morrer:
01: Nem te conto...
02: Escrever um livro
03: Ganhar um prêmio Nobel
Três coisas que eu sei fazer:
01: escrever
02: rir
03: Ser grossa(especialidade)
Três coisas que eu não consigo fazer:
01: Desenhar!
02: ser despreocupada!
03: aturar babaquice
Três maneiras de descrever minha personalidade:
01: Séria
02: Incisiva
03: Animada
Três filmes que você deveria assistir:
01: Os intocáveis
02: Desejo e Reparação
03: Luzes da cidade
Três filmes que você NÃO deveria perder seu tempo assistindo:
01: A lagoa azul
02: Instinto Selvagem
03: Guerra dos Mundos
Três comidas favoritas:
01: Lasanha
02:Caesar salad
03: Pizza
Três coisas que eu gostaria de aprender:
01: Italiano
02: Francês
03: Alemão
Três coisas que eu bebo regularmente:
01: Água
02: Leite
03: refrigerante
Três programas de TV que eu assistia quando era pequeno:
01: Castelo Rá-Tim-Bum
02: Fazenda cocóricó
03: Luluzinha
Três programas de TV que não perco por nada:
01: House
02: Law and Order SVU
03: Maravilhas Modernas
Três lugares:
01: Minha cama
02: Paraia
03: Minha rede
Três pessoas:
01: Papai
02: Mamãe
03: Vovô
Três coisas que faço todo dia:
01: Acordo
02: Como (do verbo comer)
03: Durmo
Três coisas que fiz hoje:01: Acordei
02: Fui para o colégio
03: Falei ao celular
Três coisas na gaveta:
01: blusa
02: Meia
03: anti-mofo
Três datas importantes:
01: Nasci - 19/11/1992
02: Níver vovô - 06/08/1933
03: Ainda num aconteceu...
Três anos importantes na minha vida:
01: 1992
02: 1933
03: 2006
Três coisas que me fazem chorar:
01: Muita dor
02: Morte dos meus bichos!
03: Pensar em perder alguém importante!
Três coisas que desejo pra você:
01: Que você comente no post anterior
02: Muitos anos de vida!
03: Felicidade!


Indico :Isa- http://www.about-a-girl-isa.blogspt.com , Black e Júuh

When I'm alone I feel so mich better


"Já não há mãos dadas no mundo


Elas agora viajarão sozinhas.


Sem o fogo dos velhos contatos


Que ardia por dentro e dava coragem..." -Mas Viveremos-Carlos Drummond de Andrade






Aos poucos me acostumei a estar sozinha. A companhia que quero não tenho , e a solidão deixa de ser um estado de espírito e passa a ser um fato.

Então , não me surpreendo mais em me ver sozinha em fotografias ou a estar isolada. Estou aprendendo que nessa vida tudo passa. Me desgosta viver de momentos , me enluquece ter falsos contentamentos e só a mim - auto-suficiente.

Podem gritar, espernear , dançar a conga - nada me tira do etéreo isolamento.

E realmente estou aprendendo a só conversar com a voz da minha consciência , onipoente e onipresente. E não é esquizofrenia , é apenas a melhor voz de todas , concorda com quase tudo que digo , não reclama e não tem opção entre me ouvir ou não , o que eu chamo de consciência vai ter sempre que me ouvir , fazer companhia e me amar , acima de tudo , isso - amar . Tudo que não consigo fazer e tudo que os outros são incapazes de tentar ela fará , não porque quer , mas porque não tem opção.

sábado, 26 de julho de 2008

Dias Insanos


Tento com veemência me manter centrada e coerente . mas aos poucos chego a conclusão de que por mais que tente não consigo ser cult o tempo todo .


A cobrança para estudar em uma universidade federal , ler livros que além de bons me acrescentem alguma coisa , ouvir músicas que agradem aos meus ouvidos e que ao mesmo tempo tenham sentido.


A pressão interna é maior do que a que o mundo faz e , sinceramente , não ligo tanto para o que o mundo espera de mim .

È como coca-cola , agita , agita , agita e depois é aberta ; voa espuma para todos os lados tamanha pressão .


Tá , tá ,não tenho tanto conteúdo como uma garrafa de dois litros , devo ter o mesmo conteúdo de uma garrafa de 600mls , a espuma que sobra é aquele vazio , das coisas que sinto falta porque não conheço ou porque simplesmente não reconheço.

"E verei afinal O meu corpo cantar

Coisas que nem sonhei

Quem me dera sonhar

E vivo o tempo

Perto de por

Usando o medo

E enfrentando o amor" O grande inverno da Rússia-Aborto Elétrico

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Homenagem aos amigos




Esse post é especial porque é o primeiro com o layout mais foda de todos (super thanks Lara!) e porque é uma homenagem aos amigos ( o dia do amigo foi dia 20).

Amigos do peito são aqueles que se tornam especiais que se fazem essenciais.



Preciso de alguém que venha brigar ao meu lado sem precisar ser convocado: alguém amigo o suficiente para dizer-me as verdades que não quero ouvir, mesmo sabendo que posso odiá-lo por isso. Nesse mundo de céticos, preciso de alguém que creia, nessa coisa misteriosa, desacreditada, quase impossível: A amizade.

O ser humano é um ser social , nascemos , crescemos , vamos à escola e , inevitavelmente ficamos perto de pessoas com quem temos afinidade. É estranho o modo como nasce uma amizade . Pode ser uma menina enfezada defendendo outra menina enfezada porque a segunda quis melhorar a linha que tinham desenhado pro jogo de queimado ( Carine Wolf sabe do que eu estou falando) . Pode ser também um desejo de boas –vindas a uma menina nova na escola (Né,thiago?) ou , simplesmente a vontade de conhecer gente nova e adicionando alguém que estudada na mesma escola no orkut e no msn sem saber que aquela pessoa vai levar metade do anos para descobrir quem são as meninas divertidas com quem ela conversa via web( Chris ,Isa , isso lembra alguma coisa?).

Há as amizades que ainda mantém a simplicidade da infância , e que não precisam mais do que empatia ( apesar da simpatia ajudar bastante. Marina , Thais e Marcos que os digam). Amigos que surgem porque as pessoas se sentaram perto (por acaso) e riram juntos uma ,duas..., dez vezes.(o Duh sabe disso) . Têm aqueles que tem o pensamento tão estonteante que fazem Nietzsche e Shopenhauer morrerem de inveja e quando você se dá conta , já está imerso em altos papos , viagens filosóficas e aulas de filosofia .(o Black , que o diga ).

A menina simpática e esquecida que é querida por todo mundo e te faz morrer de rir e te dá vontade de pedir um pouco daquela alegria emprestada ( né , Jéssica ? minha sumida preferida). Ah , e aquele menino sensível , transbordante em emoção e tão astuto no que se refere à observação do comportamento humano que chega à irritar ? Mas que por mais que tenha crises de nervo SEMPRE vai ser amado.( isso te lembra alguma coisa Ítalo?).

Quando a intuição engana e quem você achou que fosse intragável se revela alguém incrível provando a sua própria capacidade humana de errar , você se percebe agradecendo a uma entidade invisível a entrada daquela pessoa na sua vida ; mesmo que elas não estando tão perto quanto gostaria , o fato delas existirem faz toda a diferença ( Júh,Kah, Flávia – isso é pra vocês).

O nerd com a gargalhada mais divertida e natural de todas , que é apresentado às vésperas das férias de julho e com quem só se volta a falar na recuperação ; aí , ele passa a ser um amigo , e depois mais que um amigo ; e então só amigo de novo . Mas a certeza do se aprendeu com aquele otimismo inesgotável é eterna.

As duas amigas escandalosas do início do ano acabam se tornando menos escandalosas e mais comunicativas, pau pra toda obra e amigas para toda a vida . E uma delas pode ser acusada de ter errado feio e você, no meio, não ter certeza de nada, a única certeza é a de querer manter todos os seus amigos, todos são especiais – errar é humano , sem erro não há evolução- ( A mais engraçada forever and ever Htinha e a mais fofa Júbis).

Tem aquele que “é uma caixinha de surpresas” e faz rir o tempo todo , faz uns desenhos psicodélicos e de quebra escreve umas músicas fodas.( já encontrou Hell Guilherme ?)

Aquele menino que era meio estranho em um dos momentos mais contraditórios e desesperadores se mostra um excelente ouvinte e o melhor de todos os conselheiros confortando com aquele misto de delicadeza e agressividade .(Vou lembrar de você sempre , Fiúza).

Ah , Ana e Mary antes Potter e agora Saphira; há tempos distantes , mas se eu clico no nome delas no MSN eu sei que é como antes , naquelas tardes febris assistindo aula de inglês.
Amizade que é amizade nunca acaba...mesmo que a gente cresça...Mesmo que outras pessoas apareçam no nosso caminho!Porque amizade não se explica ! Ela simplesmente acontece...

Laços que por razões adversas são mantidos na lembrança , responsabilidades chegam e os encontros vão sendo cada vez mais espaçados . Muda-se o contexto , e se é jogado em um mundo completamente diferente.

Não se é extrovertido, nem muito simpático , se muda de turma e elas são só sorrisos , simpáticas e compreendem (pelo menos aturam) as pequenas indelicadezas cotidianas. Normalmente eu não lembraria de pessoas que conheço há tão pouco tempo , mas elas são simplesmente excepcionais ! And the Oscar goes to : Laura (a escritora de fics que transforma um enredo simples em uma trama brilhante .), Lara( e o restaurante?) , Nadine ( hehehe , carinha de criança no Mcdonald’s), Jessikinha( o sobrenome é complicaaado ; adoro –te ) , Maiara ( menina , você é um doce ! só falta agitar o sangue escorpiano que você tem nas veias!) e tem a Maria , que com aquele jeito objetivo me fez lembrar que existem limites.






“ Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.Não percebem o amor que lhes devoto e a absolutanecessidade que tenho deles.A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor,eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto oamor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.E eu poderia suportar, embora não sem dor, quetivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressemtodos os meus amigos!Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meusamigos e o quanto minha vida depende de suas existências ..A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.Mas, porque não os procuro com assiduidade, nãoposso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabemque estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro,embora não declare e não os procure. ”




Vocês são a condição primordial da minha existência !




Amo vocês !




“ When my friends hurt themselves I feel the pain” – By Báah

quinta-feira, 17 de julho de 2008

My ghost




That’s difficult to love my self again
More difficult is quit loving you
Why don’t you go away?
You can’t be my ghost forever
I don’t want you to be my ghost
I don’t want the guilty for your mistakes
Haunteding me
That’s leaving me just on bone and skin
Now my eyes are just a hole
Where I can see your face
All the time , all the time
I don’t want you to be my ghost
I don’t want the guilty for your mistakes
Haunteding me
I shouldn’t have began it
I shouldn’t have helped you
I only should have let you
Fuck your self with her
And take care of my life
I thought I was your friend but now I see
I was just more one game you played

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Os tempos mudam.

É claro que hoje não sou o que ontem fui , amanhã estarei tão mudada a ponto de olhar para trás e não reconhecer o que fui hoje , mas essas mudanças tão complexas , no fim , são desapercebidas.


A minha fé , evolui , involui ou aparece. Não sei.

O que eu posso dizer é que ela existe , alegre ou triste , mas ela está lá , bem guardada.
Como posso amar tanto o calor de um abraço dado com tanto sentimento por algo que mal conheço?
Eu sei que é algo sobrenatural , além do meu entendimento , algo que amo e infinitamente respeito.



É confuso. A fé professada por muitos , entendida por poucos e ignorada por alguns

quinta-feira, 10 de julho de 2008

TOC


A violência é tão fascinante ... é , tem uma música do Legião que começa com essa frase . Em tempos onde se olha para os lados a cada três segundos , se confere o conteúdo da mochila a cada três passos , quando se evita sair tarde,começam verdadeiros rituais em relação a segurança.Bom , só se colhe o que se planta , se vivemos em um caos , é porque o observamos calmamente como se estivéssemos assistindo a uma brilhante peça.

È , um dia vamos ser atingidos , não necessariamente por um tiro , mas por TOC ( transtorno obssessivo compulsivo)

sexta-feira, 27 de junho de 2008

Eu vou pagar a conta do analista pra nunca mais ter que saber quem eu sou

Fuck off !
Ontem , eu estava deitada , fitando o teto enquanto dava uma mordida culpada no último bombom de cereja e licor quando começei a refletir sobre a rapidez com que as coisas acontecem. É que estava relendo cartas que uma amiga muito querida me enviou e em uma delas ela dizia :"Isso só reforça a teoria de que coisas que vem rápido demais vão embora igualmente." Essa é uma frase que me faz pensar mas foge do meu entendimento porque nada vem rápido para mim . A rigidez nas posturas que assumo faz com que tudo venha lenta e gradativamente e isso faz toda a diferença do mundo porque dificilmente as perdas acontecem , mas quando elas têm que ocorrer , a dor é maior porque o cuidado em conquistá-las foi tão grande , tão minucioso o esmero que mesmo quando sei que vou perde-las a dor é dilacerante .

Nada é para sempre na vida , as coisas duram mais , menos - quando duram . Se não deu certo uma vez , é só tentar de novo - sem cometer os mesmos erros.







quinta-feira, 26 de junho de 2008

So dark the con of man(Tão sombria a traição dos homens)

A frase acima é a chave do mistério central de um best-seller que causou uma polêmica injustificável. Mas se alguém parar pra refletir , a traição dos homens vai ser muito mais extensa e sombria do que parece .



Aos poucos o homem foi podando sua liberdade , se proibiu estacionar , pisar na grama , sentir , respirar ....



As sensações mais simples e sublimes o homem tirou de si próprio .



A traição dos homens se completa quando não se lembra de que onde termina o seu direito começa o do outro . Se sentir ouvido é tão bom , porque não ouvir e se sentir feliz com isso ?



Porque privar-se de um momento de paz ? estar deitado na grama sem compromisso é tão bom...



As barreiras são impostas a nós mesmos porque na nossa infinita "sabedoria" achamos que o controle vai resolver cada um dos nossos problemas medíocres , mas não vai. As soluções brilhantes são brilhantes porque são tão estupidamente óbvias que nos perguntamos o porque de não ter
pensado nelas antes , esses momentos de brilhantismo são naturais e não deixá-los acontecer e a mais vil das traições.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Lost

No centro da cidade enquanto todos passam ligeiros me sinto sufocar .... E estar perdida me parece um sensação comum , mas de repente vejo que estou na rua certa indo para o lugar certo então vejo que estou perdida por dentro e me toco que o mundo não gira em torno de mim e sim da imagem que cada um faz de si mesmo , então fico contente sabendo que posso me deixar sufocar porque então , não chamarei atenção.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Deslocada


Não há como me identificar com essa gente tão contente , tão despreocupada , tão iludida , quando entro nesta sala me sinto medida.Por mais que tente dar um tom esperançoso para cada atitude minha , a razão fala mais alto então , minha esperança definha. A verdade é que não há agonia , o que era de se esperar tornou a minha vida e o previsível é tão morno e tão sem graça que tira toda a expectativa que eu teria em abrir os olhos , respirar o ar fresco e perceber que ainda tenho algo a fazer neste mundo palpável ... A verdade imutável é que talvez falte vontade e sobre comodismo e eu me limite a reclamar sobre as coisas ao meu redor porque tenho me sentido só.

"And anytime you feel the pain , Hey Jude , refrain

Don't carry the world upon your shoulders

For well you know that's a fool

Who plays it cool" - Hey Jude - The Beatles


quarta-feira, 19 de março de 2008

Luzes e barulho , música ruim

quanto tempo desde a última vez em que estive aqui...
Parece que estou em um jardim cheio de ervas daninhas no meio da grama.
Sabe , achei que entre os seres humanos existiam traços semelhantes que não fossem físicos , mas me enganei.
Antes a minha volta , eu via pessoas interessantes , centradas , dedicadas , divertidas e engraçadas . Hoje eu só vejo gente fútil , imersa em ilusão...
Será que é difícil ser centrado ??? não deve ser um esforço muito maior do que se faz pra ser estúpido....
É realmente inacreditável...

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Friends will be friends... right 'till the end

Um capítulo completamente novo se abre na minha frente ...
é tão estranho.... pela terceira vez ter um "primeiro dia "
Mas isso não me deixa tão interessada , mais uma vez vou ter que manter laços a distância.
Mais que isso , faço questão de mante - los....

é , ao que parece meus amigos não vão se ver livres de mim tão facilmente

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Querendo fazer algo , pra tentar ajudar de algum jeito a humanidade. Sendo desencorajada a cada pergunta que faço.
Reconhecendo o não reconhecimento e uma possível frustração.
De repente o tempo parece curto para tudo que quero fazer . De repente o desejo parece mudo e se apaga sem perceber .
A determinação cede espaço a dúvida que contamina com um vírus cada célula do meu corpo .
Primeiro o dinheiro; o sustento , depois o que realmente quero fazer . Se o tempo não der chance não haverá quem alcance o que quer sem se perder.
Começo a achar que a vida é mais de uma ; porque mesmo que corrida não tem como fazer tudo em uma só.
Bárbara

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Tão contrário a si é o amor

Achei que talvez não fosse fazer falta ter terminado algo , mas ainda assim não consigo me acostumar com o fato de não ter um ombro pra recostar ... Afinal , o que é esse volátil estranho ao qual chamamos de amor ? Que sentimento é esse ? O desconhecido que acolhemos e , que quando se vai achamos que não precisará de superação...Já faz algum tempo , mas dei pra ficar lembrando , me remoendo , talvez até me arrependa de achar que poderia lidar com essa situação.

Bom , o que foi feito está feito! Acho que devemos pensar nele , no amor . A razão que a própria razão não consegue entender , ele é simplesmente sem razão.

E eu , troquei um amor sincero por uma situação verdadeiramente platônica, que não passa de um inferno anal . Mas , agora pergunto , será que o que sinto , pode ser chamado de amor ?




" So schnell du auch fliehst ,
So weit du auch kommst
Träsgt du mitch mit dir,
Wohin du auch gest,
Was immer du tust
Ich bin teil von dir"-Lichtgestalt-Lacrimosa

" A busca moderna pela máquina do movimento perpétuo equivale é busca da máquina do amor perpétuo"-Clarissa Pinkola Estés - Mulheres que correm com os lobos



Assim me despeço ,
Bárbara

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Falta

É sempre nesse período de distanciamento de algumas pessoas que eu paro para tentar refletir mais sobre aqueles que fazem de alguma forma parte da minha vida .

É incrível como em semanas eu posso sentir tanta falta ou pior , ás vezes parecer que não tenho de quem ou de que sentir falta. Ou ficar irritada porque estou completamente centrada no meu ego supernutrido...
Ou espamos de felicidade , mistos de alívo e saudade....
Não tenho idéia ao que se deve o alívio , mas a saudade se deve a falta de ter alguém qu olhe pra mim que não com os olhos cheios de censura ou um amor paternal e super protetor , é a falta de alguém que olhe pra mim com seu semelhante, seu igual.