Translate

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Falta

É sempre nesse período de distanciamento de algumas pessoas que eu paro para tentar refletir mais sobre aqueles que fazem de alguma forma parte da minha vida .

É incrível como em semanas eu posso sentir tanta falta ou pior , ás vezes parecer que não tenho de quem ou de que sentir falta. Ou ficar irritada porque estou completamente centrada no meu ego supernutrido...
Ou espamos de felicidade , mistos de alívo e saudade....
Não tenho idéia ao que se deve o alívio , mas a saudade se deve a falta de ter alguém qu olhe pra mim que não com os olhos cheios de censura ou um amor paternal e super protetor , é a falta de alguém que olhe pra mim com seu semelhante, seu igual.

Um comentário:

philosophystrikesagain disse...

esses olhares cheios de censura e tudo mais são muito importantes.na minha opinião,mais do que olhares mais acolhedores e mansos que não apresentam críticas e apenas passividade.e passividade não modifica coisa alguma.