Translate

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Apenas um soneto (6)


Eu quero estar escondida,
Como uma semente embaixo da terra.
Pelo menos uma vez na vida,
Não quero me encontrar perdida.

"Nada sei!" - minha consciência grita,
Estou com medo - minha voz berra.
O tempo é escasso antes que
Eu vá parar embaixo da terra.

Erros são comuns, trazem evolução.
Quase sei que para mim não há solução.
Sem armas ou pedras,com dedos na mão.

Eu quero um esconderijo quente e seguro
Um lugar onde eu não precise estar no fundo,
Um lugar onde eu possa lutar apenas com punhos

Nenhum comentário: