Translate

domingo, 31 de maio de 2009

Purple.

Em cada um que passa eu vejo o mesmo rosto, a mesma expressão, a mesma altura. Cada par de olhos tem o mesmo brilho, cada sombracelha parece estar erguida sobre aquele supercílio.
Conciliações não funcionam assim, eu devia ter te ensinado melhor. Entretanto,quem sou eu para trabalhar em casos impossíveis? Cada barca que atravessa o mar leva junto desejo e vontade. Era coisa de momento.
Não sinto nada, você sente? Não, não responda. Eu juro que não quero ouvir. Serei insensível a sua dor ou a dor de qualquer outro. Não há sensibilidade em mim. Dos amores platônicos não restou um, os reais já não me tocam. Não há emoção que faça meu coração palpitar mais rápido, minha boca secar e o fluxo de sangue se concentrar em minhas bochechas.
Não há tempo, espaço ou paciência para devaneios infantis.
Insensibilidade? Amadurecimento.






P.S: Não tente entender o título, ele só vai fazer sentido para mim.

2 comentários:

philosophystrikesagain disse...

se eu desse o título,seria Blue.

Karina disse...

Quero amadurecer. Paixões só atrasam a vida e tiram o foco de onde deveria estar.