Translate

sábado, 15 de agosto de 2009

Em um sinal da Fróes.

Os olhos vidrados,sem emoção
Os lábios brancos,não há compaixão.
Maltrapilho e em farrapos,
À margem do sistema,
O cheiro forte é mais um constituinte de seu floema.

Não há pena ou solidariedade,
Ele é apenas mais uma parte obscura da verdade.
O que fazer já que ele não afeta o meu umbigo?
Ele não é nada,nem mesmo um amigo.