Translate

quinta-feira, 18 de março de 2010

Centésimo Primeiro.

Claramente eu tenho algo a dizer.Todos temos. Mas,de repente,não mais que de repente,eu sinto um bolo na garganta.A inexpressão.
As dúvidas são tantas,as dores inúmeras e a timidez ainda maior.Não gosto de me expor.E,escrever,é justamente isso.
Seja através de poesias evidentemente confessionais,seja atráves de contos cujos personagens têm algum aspecto da minha personalidade aumentado.
O blog tem um número modesto de visitantes assíduos,é verdade.E um número ainda menor de visitantes que se manifestam.Mas eu nunca,nunca,me senti tão satisfeita com o que escrevo aqui antes.
Não é porque já completei 100 textos(bons,ruins e péssimos) escritos aqui em um espaço de 2 anos,mas porque o meu amadurecimento é tão evidente quando comparo o que escrevo hoje com os primeiros escritos meus que fiz questão de divulgar aqui.
Então,fica registrada aqui a minha vontade de continuar escrevendo,é claro que eu quero melhorar a qualidade da transcrição dos meus pensamentos/sentimentos.Mas sem muitas pretensões,claro.Afinal,das grandes autoras já foram todas,ou quase.

Nenhum comentário: