Translate

terça-feira, 27 de abril de 2010

IDentidade.

Minha identidade está refletida no espelho.
Mas,para aqueles que perguntam,
Ela é só mais um número de registro no governo.

Para mim,ela é um degradé de cinzas
É densa como petróleo.
Mas o observador só vê o brilho do linóleo.
Da minha poça azul petróleo.

Pobre identidade!
Ela esconde a minha verdade
Sob falsos pretextos,argumentos e falácias.

Mas o meu ID a abrevia
E vilmente me controla,
Enquanto a vida mostra-me vias
E o desespero me assola.

4 comentários:

Fábio Racoski disse...

Sem palavras: ótimo!

Vanessa disse...

"Mas o meu ID a abrevia
E vilmente me controla,
Enquanto a vida mostra-me vias
E o desespero me assola."

Me identifiquei muito com essa estrofe... Parece que você traduziu o meu estado de espírito, hoje.
Lindo texto. Parabéns.

Bárbara disse...

Resume bem a questão da identidade que é tão complexa e difícil para todos, mas nem tanto pros poetas!
beijos ; *

Anônimo disse...

This will astonish you!

ZEITGEIST: ADDENDUM

http://www.zeitgeistmovie.com/

Money as debt

http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

project camelot magnetic motor

http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

AMAZING!!

OZONATED WATER: CURE ANYTHING!

http://www.stoptherobbery.com/

Monatomic Gold

http://monatomicgold.co.uk/index.php