Translate

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

O violinista.

No calor de 40 graus,o músico bonito
Toca seu violino mágico balançando
Seus cabelos de Jesus Cristo.

No meio da rua seu som compete
Com o ruído dos carros,o grito dos camêlos,
Que ousam tirá-lo de seu lindo torpor.

Sua música me acompanhou muito além
Da suja avenida.
Aquelas notas doces irão sempre tocar
Em minha vida.


-----------------------------------------------------

O querido violinista não é fruto de uma alucinação. Ele de fato estava tocando na Avenida Amaral Peixoto. Sua música foi um presente para os moradores de Niterói. Os passantes sortudos,no entanto,não lhe deram nem mesmo migalhas de atenção.


Os versos vieram. E foi só isso. Não sei nem mesmo de onde saiu a comparação com "Jesus Cristo".

4 comentários:

Lara Torres disse...

Eu o ví também o outro dia... Eu passei e ele estava tocando... Quase parei pra ouvi-lo tocar o dia inteiro, mas, estava atrasada... =/
Quando eu voltei, juro q estava determinada para parar e ficar ouvindo-o tocar até a noite... Já tava até com o dinheiro q ia dar pra ele na mão, mas, ele simplesmente havia sumido...

p.s.: fora q era muito bonito. e tinha olhos maravilhosamente profundos... *--*

Fábio Pedro Racoski disse...

Cidade crua, rua crua, pessoas cruas, e um artista temperadíssimo. Eis a nossa vida: Niterói e o violinista; Curitiba e o saxofonista...

Mariana Mauro disse...

Gostei da sensibilidade!!!
Simples detalhes que fazem toda a diferença...
Beijos!

Karina Mills disse...

Que lindo! Acho que sei que violinista é esse, se for um que vi tocar no campo de são bento esse sábado. Também fiquei encantada com aquela música, aquele violino (acho violinos lindíssimos), e triste pelas pessoas ignorando completamente aquela cena excepcional. Mas tudo bem, creio que além de mim, teve outras pessoas que enxergaram ele (você, por exemplo), e isso me deixa feliz ^^. Beijos.