Translate

domingo, 15 de maio de 2011

Revolta

Que o mundo exploda em sangue
Eu quero que o horror se banhe
No barranco onde ficam os encostados.

Eu já estou de saco cheio dessa porra
Eu quero que o mundo morra
Enquanto fico na gaiola dos enjeitados.