Translate

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Constatação

Não é que as lágrimas tenham secado, elas simplesmente não vieram. O que deveria transbordar tornou-se um testemunho íntimo de todas as dores.Cada uma delas provoca uma ardência.
Eu me sinto triste, eu quero chorar. Eu paro de piscar na esperança vã de que venha alguma lágrima. E, de repente, já não sinto nada.

A culpa por não me permitir o alento do sofrimento é gigantesca. É como se na luta para ser forte eu tivesse me tornado covarde a ponto de evitar a dor. Eu não sei onde estava com a cabeça quando achei que haviam possibilidades. Agora, é provável que eu também não me permita o otimismo.

Muito obrigada.

2 comentários:

Nanda disse...

Amei! Triste e compacto.
Tô fazendo o curso ModPo tb, te achei por lá.. :)

Brena Marinho disse...

A força está na resiliência! Eu acho que você e eu estamos quase lá, irmã não-gêmea mas parecida a bessa!